Papo Sério: 'Quero parar de usar drogas, mas é mais forte que eu'

09:40

No 'Papo Sério' de hoje vamos falar de um assunto bem chamativo e ao mesmo tempo preocupante, as drogas. O depoimento de hoje, é da nossa Leitora B.A. do Rio de Janeiro. Vamos ao depoimento?!
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Olá Carriê, eu sou a B.A. de RJ, costumo ser uma pessoa um pouco agitada, mas com muita facilidade eu fico tensa, triste e até deprimida em lugares onde as coisas ocorrem tudo bem. Acho que sou assim desde quando era pequena. Mas tudo mudou quando conheci as drogas,  foi através de "amigos'. Algo que eu levo até hoje. No momento foi um impulso, mas até hoje levo comigo. 

Hoje escrevo isso, pois a minha vida está sendo uma grande depressão, nada me anima, nada me transforma.  Me sinto só, sem amigos e sem vida. Hoje sobrevivo em uma vida de quem usou e usa cocaína, perde o sono, e fica criando problema em meu próprio ambiente. 

Mas sei que isso tudo só é uma evolução do que vivi, desde criança. Na minha infância, me ensinaram a filtrar os pensamentos e minhas emoções e sei que tenho que dar a volta por cima e não lamentar, no momento acho que preciso reaprender a viver, largar o vício e voltar a ter a vida saudável, que apenas tive nos meus sonhos.

Tenho 16 anos de idade e lembro que quando era pequena, vivia num mundo de ilusões onde não existia amigos e as outras meninas me zuavam por eu não ser igual a elas. Me chamavam de estranha, falavam mal das minhas roupas e me chamavam de esquisita, me comparo ao filme da menina Órfã. Era daquele jeito que eu me sentia.

Hoje, aos 16 anos, fumo maconha todos os dias, meu pai só quer saber do trabalho dele e a maioria do tempo que ele passa de "folga" ele tem que viajar à negócios. Minha mãe, aquela perua, só quer saber de gastar o dinheiro do meu pai, vive viajando. Há dias não a vejo...

Agora acho que já passei da fase de achar que o baseado não faz mal, para mim o efeito já não é o mesmo, as vezes tenho vontade de experimentar algo mais... Ultimamente, estava dando um tempo de me drogar, foi ai que eu percebi o quanto eu era boba, por qual motivo fui cair nessa? Mesmo assim não estou sendo criativa e sem determinação para sair desta vida, talvez eu deveria ter compaixão de mim mesma. Por isso vim aqui te pedir ajuda, um conselho. O que posso fazer para sair dessa vida e esquecer de vez as drogas? 
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
B.A, obrigada por escrever aqui para o blog, fico muito feliz por você ter depositado toda a sua confiança aqui. 

B.A. sua história de vida é muito incrível e fico muito feliz por você querer mudar toda essa sua situação atual. As drogas é algo muito difícil de ser largar, por se tornar um vício e com o passar do tempo a vontade é de experimentar mais coisas, como você mesma relata. Mas a força de vontade e o foco, nesta fase é seu principal aliado, para que você possa superar tudo isso e finalmente voltar a ter uma vida melhor e sem vícios. 

Como você tem apenas 16 anos, acredito que você ainda está no ensino médio. Meu conselho é  tenta se afastar ao máximo das pessoas que te induzem a usar as drogas. Voltar ao colégio também é uma boa opção para que você se distraia mais. Faças novos amigos. Como eu sempre falo para as meninas, ocupe o seu tempo com algo que você goste. Conheço meninas, que para largar o vício, montaram até uma banda. Que tal? Pode ser uma boa opção. Pense nisso! Mas o principal é que você tenha foco e fé, que com isso você vai conseguir superar tudo isso. 
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Se você também passou ou passa por algo que te incomoda e quer desabafar, pedir conselhos. Escreve para gente pelo e-mail: mundodecarrie@gmail.com
Mas se você quer deixar um recadinho para a B. A., deixa aqui nos comentário, sua participação é muito importante e com certeza vai fazer toda a diferença, viu?!

You Might Also Like

6 comentários

  1. Nossa, que história, tão novinha B.A. Mas pelo que eu pude perceber, o que você mais procura é atenção, principalmente dos seus pais. Porém essa maneira que você encontrou só prejudica você mesma.
    Faça como a Paula falou, volte para escola, procure estágios de ensino médio, ou então algo para você se expressar, um curso de teatro ou de dança. Além de ocupar a cabeça você vai conhecer várias pessoas legais.

    http://sonhodas4estacoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa que historia em menina, força ai. Que tudo vai ficar bem!

    ResponderExcluir
  3. Seja forte menina, o primeiro passo voce ja deu o resto é so seguir em frente.

    ResponderExcluir
  4. Coragem garota, força, determinação e fé. Que tudo vai dar certo.

    ResponderExcluir
  5. Ja passei por isso e sei como está se sentindo. Mas eu consegui e voce tambem vai conseguir é só ir em frente.

    ResponderExcluir
  6. pelamor de Deus.. não entendo essas crianças de hoje em dia.. quando tinha 16 anos era deprimida, sofri abuso na infância e vivo deprimida.. no entanto eu entendo que a vida está nos nossos planos, no futuro, hoje tenho 26 anos, formada, trabalho e ajudo crianças orfãs..
    um conselho.. para de olhar pro seu umbigo e olha pro mundo, olha pra vida.. se seus pais não te dão o carinho que vc precisava acha alguma coisa pra vc dar amor, procura o sentido da sua vida e deixa que os seus pais vão encontrar o futuro deles e o que eles construiram..
    construa seu futuro com coisas boas, e espere, um dia seus pais vão precisar de vc na velhice dele e vai ser a hora de vc dedicar todo o amor que te faltou na infância..
    Beijos pra vc, espero que vc perceba que nenhuma dor é pra sempre.. e que a vida ser boa só depende da gente.

    ResponderExcluir

Popular Posts

Like us on Facebook

Formulário de contato